Governo de Goiás

Escola de Saúde Pública do Estado de Goiás

Procure o que você precisa:
Sexta, 20 de Setembro de 2019
NOTICIAS
Saúde realiza acolhimento de profissionais do ‘Programa Mais Médicos’
31/07/2019 15h16 - Atualizado em 08/08/2019 12h27
Foto: Acolhimento do "Programa Mais Médicos" no auditório da Escola de Saúde de Goiás

“Trabalhar a promoção e a prevenção da saúde”, é assim que a médica Victoria Mey, avalia o trabalho que vai desenvolver no município de Alto Paraíso, no nordeste de Goiás. Ela é uma dos 91 profissionais médicos que participaram do 18º ciclo de acolhimento ao Programa Mais Médicos para o Brasil, realizado no auditório da Superintendência da Escola de Saúde de Goiás, em Goiânia, nesta quarta-feira, 31 de julho.

Victoria Mey é médica da família e está atuando em Goiás desde o fim do mês de junho. Durante o acolhimento, a profissional relatou um pouco da sua trajetória na saúde. Formada no estado do Rio de Janeiro, ela fez a residência médica em Saúde da Família em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) da favela do Salgueiro, na Tijuca, na capital carioca. Para Victoria, a mudança para solo goiano traz a oportunidade de realizar o trabalho de medicina rural e mais próxima da população interiorana, onde será possível colocar em prática os desafios impostos pela localização para promover a saúde e prevenir doenças na população de Alto Paraíso.

“Estou em uma realidade bem diferente da que eu estava vivendo. Um município no interior está mais afastado dos centros de saúde e, consequentemente, mais distante das ferramentas que auxiliam a medicina. Esses desafios me estimulam a criar rotinas e implementar ações para promover a saúde da população que vou atender nessa nova fase profissional”, destaca a profissional.

A médica, de 27 anos, ressalta que a atenção básica é fundamental para a saúde da população e que um trabalho bem desenvolvido na principal porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS) proporciona diminuição de custos para o Estado na média e alta complexidade. Alto Paraíso de Goiás está localizado na região de Saúde Entorno Norte, a cerca de 420 quilômetros da capital Goiânia.

O município de Cavalcante também foi contemplado nesse ciclo do Programa Mais Médicos. O médico Hugo Paranhos, de 33 anos, é formado na Universidade de Brasília (UnB) e estava atuando há seis anos no litoral baiano. Agora, mudou-se com a esposa e os dois filhos para Goiás. Segundo ele, a mudança vai permitir que viva mais próximo dos pais, que moram em Brasília. Além disso, o médico relata que já conhecia Cavalcante e esse foi um dos motivos para escolher a cidade para a inscrição no programa do Ministério da Saúde. “Estou na fase de adaptação, conhecendo a comunidade e avaliando os processos que podemos implementar para promover a saúde da população”, conta.

Hugo Paranhos já tem experiência no trabalho com comunidades da zona rural e, para ele, trabalhar junto a população Kalunga será uma experiência ímpar. “Tenho boas expectativas e, através do trabalho, espero poder ajudar as pessoas e melhorar a realidade daquela comunidade”, deseja. Cavalcante faz parte da região de saúde Nordeste 1 e está localizada a cerca de 500 quilômetros de Goiânia.

Promover saúde

Para o superintendente do Complexo Regulador em Saúde de Goiás, Sandro Rodrigues, que representou a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES) durante o acolhimento aos médicos, os novos profissionais vão colaborar para promover a saúde e fortalecer a atenção básica em Goiás. Com a chegada dos 91 médicos, que foram distribuídos para 54 municípios goianos, o estado passa a contar com 574 médicos vinculados ao programa em mais de 150 cidades goianas.

“Realizar esse acolhimento é importante para aproximar os novos profissionais da rede estadual e dar boas vindas”, avalia Sandro Rodrigues. Ele lembra ainda que na oportunidade, dúvidas podem ser esclarecidas para que os médicos voltem para seus locais de atuação mais conscientes dos processos de trabalho e de suas atribuições em cada município, impactando positivamente na saúde da população.

Durante o encontro, os médicos conheceram algumas ferramentas que serão utilizadas no trabalho nas UBS, como os programas do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde Zilda Arns Neumman (Conecta SUS) e os indicadores de saúde em Goiás. Representantes dos municípios, do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Goiás (Cosems) e técnicos do Ministério da Saúde também estiveram presentes para esclarecer dúvidas dos profissionais.

Felipe Cordeiro (texto) e Karim Alexandre (fotos), da Comunicação Setorial

Rua 26, s/nº, Bairro Santo Antônio / Goiânia- GO CEP: 74.853-070

© Copyright 2011. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento